Experimentos – Pressão atmosférica

Professor Cristiano – 1ºEM

Com objetivo de demonstrar a existência e a força da pressão atmosférica, o professor Cristiano (Química) levou os alunos do 1ºEM ao laboratório para realizar 3 experimentos.

No primeiro experimento, um copo é colocado de boca para baixo sobre uma vela acesa que se encontra em um prato com um pouco de água. O propósito desse teste, primeiramente, é observar que a vela não se mantém acesa durante muito tempo, confinada dentro do copo, pois a chama consome todo o oxigênio do recipiente. Também é possível observar que a água do prato é empurrada para dentro do copo pela pressão atmosférica, devido ao espaço deixado em virtude da contração do ar no recipiente, pelo resfriamento ocorrido com o apagar da vela.

No segundo experimento, um copo cheio de água é virado para baixo com um pedaço de papel “bloqueando” a queda da água e o líquido não cai do copo. O ensaio revela que a força exercida pela pressão atmosférica está presente em todas as direções, inclusive de baixo para cima, como é possível notar na curvatura que o papel sofre mesmo estando com a água por cima.

No derradeiro experimento, um palito de fósforo acesso é inserido em um galão que contém uma pequena quantidade gás de álcool etílico, logo em seguida tampa-se a boca do galão e o mesmo deforma-se como se estivesse sido esmagado. O foco desse ensaio é demostrar o quão forte é a pressão atmosférica. Ao retirar parte dos gases de dentro do galão com a combustão e o rápido fechamento da boca desse invólucro, houve o impedimento do retorno do ar atmosférico para dentro do recipiente e como consequência houve o esmagamento do galão pela pressão atmosférica que é de aproximadamente 10.000 kg por m2.